Problemas no Namoro

Não consigo ter um diálogo com meu namorado

durante o final de semana quando estamos juntos é tudo flores, porém durante a semana quase nunca conseguimos dialogar por mensagem(sou muito ocupada e as mensagens são minha única forma de comunicação) eu sempre faço perguntas ou falo sobre o meu dia ou o que estou fazendo naquele momento e ele simplesmente parece não se esforçar para dialogar!
Não responde minhas perguntas, não fala do dia dele e assim vai.
me sinto extremamente só durante a semana.
durante nossas ligações(ocorrem normalmente de noite ou de tardinha quando eu e ele temos tempo livre) eu não consigo me sentir confortável, parece que não consigo ter uma abertura com ele, acabo falando demais e ele falando de menos, e isso me frustra demais
as vezes acho que posso ser carente demais, e penso que devo mudar isso
mas nas outras vezes.

Etiquetas
noads

3 Comentários

  1. As mulheres são muito mais ligadas em manter uma comunicação por mensagens, do que os homens. Vejo isso pelo meu filho e os seus amigos. Ele inclusive já deixou de voltar a sair com várias mulheres, por achar uma falta de educação da parte delas, de dividir a atenção do momento que estão juntos com o seu celular e posso adiantar que muitos homens não gostam desse excessivo apego das mulheres ao seu celular. Não se trata de machismo e nem tão pouco do receio das mesmas estarem conectadas com seus amigos(as), mas sim porque esse comportamento, é desatencioso. Se vc é uma mulher ocupada, sugiro que procure os melhores horários da sua agenda, para encontrá-lo pessoalmente e passar algumas agradáveis horas juntos, pois nada como a intimidade pessoal para dar um sabor diferente ao relacionamento. Os recursos tecnológicos de mgs, podem muitas vezes até passar uma falsa impressão de desinteresse, especialmente se a pessoa não for do estilo de ficar se entendendo em conversas, ficar caçando emojis fofos, enfim, procure se ajustar ao seu parceiro de outra forma. Vc só tem a ganhar com isso.

  2. Percebo dois excessos: de sua parte em querer compartilhar sua vida e cotidiano. Da parte dele ser mais reservado, digamos assim. Uma sugestão de quem passou por uma situação semelhante a sua: Eu sou de compartilhar vivências, experiências e de feedback de uma pessoa como se eu pudesse ocupar a chefia dela e/ou ter mais competência. Aprendi que nunca devemos nos expor demais em conversas e, principalmente incentivar ou oportunizar às pessoas falarem. É instingante nos levando a pensar o que póssa haver no silêncio constante. Monólogo é aceitável só em palestras!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar