Não consigo sentir mais afeto a minha entiada

Estou com meu marido a 5 anos 4 de casados, ele tem uma filha que ira fazer 5 anos esse ano, daí você tira que quando eu comecei a me relacionar com ele a ex dele estava grávida dele . Enfim… O relacionanento dele com ela terminou e assim começamos o nosso . Fora anos de muitos desentendimentos, ele meio que com isso não ligava muito para filha porque a ex dele sempre foi grossa e muito exigente e crítica tudo .ate mesmo quando ele achava que estava acertando, foi ai que eu entrei no meio porque no começo ela proibia muito ele dever a filha por raiva ou por mesmo ele não da a o que ela queria, ele ficou desempregado e só eu trabalhava, então resolvi chamar ela para conversar ( maldita hora que fiz isso ) e tentar entender a sua necessidade . Então eu fazia compras até mesmo de farmacia ou mercado para criança e mandava para ela tinha um carinho enorme pela criança, sempre fui madura o suficiente para entende que ela não tinha culpa de nada ( mais eles nunca, vou chegar a essa conclusão que tive) e assim foi indo, ele mesmo eu nunca deixei saber, até para ele não se acomodar com o que eu fazia .ai tive minha filha hoje com 1 ano e 6 meses, na minha gravidez começou as perturbações, ela tentando empurrar a filha deles para que eu tivesse obrigação de cuidar até porque na cabeça dela eu aceitei ele e tinha que aceitar tudo. Eu sempre debatia dizendo que não era obrigada a nada, pedia que ela tivesse consideração que eu estava grávida e tinha medo de passar mal por tantos estresses ela várias vezes respondia que não tinha nada haver com o que eu passava que o problema era meu a filha deles ficou de um jeito que me colocava muito irritada, stressada, chorona, fazia pirraças e então para o meu bem e bem da minha filha eu cortei um monte de coisa . Ficaram contra a mim até a família do meu marido . Foi ai que fui parar ao hospital e quase morreu eu e minha filha, tudo isso por estresse vindo da parte dela e da filha deles. Quando minha filha nasceu eu meio que tomei um pavor da filha dele, não trato mal, mais eu não consigo ter afeto algum, a filha dele se tornou um criança mimada, cheia de vontade e de pequena não tem limites. Ainda manda filha dela para cá doente sempre com um remédio na bolsa e com recado pela criança que ela tinha que tomar o remédio como se a gente fosse adivinha, To cansada disso tudo, vou agora querer ajudar a ela é ainda levo fumo, ensina a filha dela a odiar a irmã e minha porque a própria filha diz, isso acontece várias vezes ao dia . Não tem responsabilidade e joga para cá cmo se eu tivesse .meu marido então um acomodado que não faz nada para mudar isso . Parece que tem medo não sei de que. Hj eu tive tomar uma decisão ruim que enquanto os dois não amadurecer . A filha deles não ia vir para minha casa . Sinto que fiz a coisa certa! Quero que tenha responsabilidade, e não ficar jogando uma criança no meio disso tudo. O que vocês acham ?

3 Comentários

  1. Eu acho que você tomou a decisão certa, você teve uma gravidez conturbada, a mãe não assume a responsabilidade e fica fazendo alienação na cabeça da criança, seu marido é um banana, que não corrige e não coloca limites na filha, você não tem obrigação de educar e criar uma criança que não é sua, como mãe teria vergonha se meu filho tivesse esse tipo de atitude com a esposa do meu ex marido, já que ele fica com eles a cada 15 dias, ensino ela a respeita la e ser educado e também ele não ficar colado no pai, dar espaço para a tia ficar com o pai, tenho uma boa relação com a esposa do meu ex é uma boadrasta, sempre dei carta branca e não jogo nela a responsabilidade de criar o meu filho e quando ao meu ex tive uma conversa muito séria, para ele dar limites e nada de mimar e entrar nas birras dele. Problemas vão ter sim, filhos as vezes não aceita a nova pessoa que entra da vida dos pais, meu filho hoje tem 8 anos e trata ela muito bem, sempre ensinei assim, ele tem uma irmãzinha de 2 anos hoje quando ela estava gravida conversei com eles para que o pai pegasse o meu filho, mas que poderia ver ele quando quiser, sei como a criança fica com ciumes com a chegada de outra criança, só voltou a ficar com o pai depois de uns 3 meses que a irmãzinha tinha nascido.
    Olha tem muita ex mulheres que não aceita a separação e joga o filho para destruir o casamento do ex, causando uma situação como a sua, irresponsáveis, não sabe o quanto estão prejudicando seus filhos com esse joguinho, se comporta como total falta de maturidade.
    Minha querida se posiciona dentro da sua casa, seu ambiente precisa de paz, se seu marido reclamar leve ao uma terapeuta ele que vá assumir o papel de pai e não de banana.

  2. “Quem pariu Mateus que o embale”, a filha não é sua não tem que assumir algo que não é da sua responsabilidade, essa ex é uma mal amada e mal resolvida, seu marido um parasita e folgado, não está errada, se quer que a filha fique na sua casa que pelo menos dê educação e limites, como a Alessandra disse, educar e cuidar são responsabilidades dos pais e não da madrasta. Boa sorte.

  3. nossa, que povinho irresponsavel e sem noção. acho que proibir a criança de ir na sua casa foi até pouco. mas o minimo que você podia fazer para ter um pouco de paz. boa sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar