Minhas amigas parecem não notar mais a minha existência

Eu era muito amiga de duas meninas que são gêmeas e eu considerava demais elas. Nesse círculo de amizades, também havia uma outra garota que era amiga nossa. No entanto, desde o começo do ano, as três resolveram se juntar e virar amigas inseparáveis. Agora, elas já não se importam mais se eu fique ou não com elas na hora do intervalo, se a gente conversa ou não, elas não se importam com a minha amizade. Para elas, tudo bem se a gente se distanciar e perder a amizade.
Esses dias, as gêmeas chamaram mais duas amigas para ir nadar na casa delas e não me chamaram. Eu descobri porque elas postaram uma foto. Eu chorei muito, estou me sentindo muito ruim agora. O que eu faço? Tento retomar a amizade, ou esqueço elas de vez?
Obs: não é tão fácil assim esquece-las, uma vez que a mãe delas é minha madrinha de crisma e elas sentam praticamente do meu lado na escola.

10 comentários em “Minhas amigas parecem não notar mais a minha existência

  • Yamato 29 de maio de 2019

    O que eu recomendaria é realmente esquecer elas,ignora-las e começar um novo ciclo de amizades,sei que é difícil,mas com o tempo voce consegue,não da bola pra quem não te merece.

    Resposta
  • MI 29 de maio de 2019

    eu ja passei por uma situaÇÃo de exclusÃo tambÉm te entendo, nÃo É fÁcil passar por isso dÓi muito ..mas eu aprendi a ignorar tb pq esses tipos de pessoas( que nÃo sente falta da nossa companhia) nÃo nos merece , a parte que vc fala que pra elas tudo bem se vcs acabarem com a amizade É uma parte muito forte .segue em frente procura novas amizades ou na escola ou faz algum curso e adquira novas amizades ,e É bem capaz depois que vc se distanciar elas ir atrÁs e te perguntar o pq vc sumiu, e se nao perguntarem deixa pra lÁ tem muitas outras pessoas querendo uma amizade verdadeira , seja forte querida ,assim como consegui amizades vc tambÉm vai conseguir.

    Resposta
    • gina 31 de maio de 2019

      É isso aí, as amigas não gostam de pessoas que não saem da cola, tentando ser incluída em todos os lances sociais, pois isso as torna pessoas desinteressantes e dependentes. Vc já se perguntou quantas vezes partiu de vc a iniciativa de convidá-las para algum lance especial? Será que os seus rolês as interessam ou seu estilo de se relacionar nessa amizade? Vc é uma pessoa discreta ou fala pelos cotovelos, não sabendo colocar filtros na língua, quando elas querem se descolar em paqueras? Existe também o lance da inveja, pois quando uma amiga rouba a cena o tempo todo dos garotos, isola as chances das demais, ainda mais se vc for mais bonita ou charmosa do que elas. Acho que tem que haver uma reflexão da sua parte, para vc pescar o problema que está rolando com essas amigas, mas de qualquer forma acho que o ideal é vc se expandir nas amizades. Nunca seja dependente de ninguém nessa vida e isso é válido até mesmo para namoros, casamentos….. Quanto mais autonomia vc tiver, vc se tornará uma pessoa mais interessante para atrair as pessoas.

  • Ana Paula 29 de maio de 2019

    Já passei por isso, e pode parecer o fim do mundo agora, mas o melhor é se afastar, porque pode acreditar, você vai conhecer pessoas melhores e que n vão se afastar assim. Adolescentes mtas vezes são babacas (maioria das vezes) , mas dps fica tudo bem, e nem sdds vc vai sentir dessas garotas…só da piscina no verão

    Resposta
  • Jhon 29 de maio de 2019

    Na minha opinião, faça novas amizades,ela não te merecem mais,sei q e difícil, porque ja passei por isso,mas você se adapta,conversa com novas pessoas,uma hora elas Irão pergunta porque você virou as costas para ela,quando perguntarem, dê logo uma resposta de atravessado

    Resposta
  • Sandra 30 de maio de 2019

    Primeiro:fala com elas, e pergunta pq elas estão assim
    Segundo: dependendo do q elas falar ai vc decide ou c para de falar com elas ou da uma segunda chance

    Resposta
  • Eu 30 de maio de 2019

    Tem mais de 1 bilhão de pessoas no mundo, vai conhecer outras, fazer outras amizades, enturmar com outros grupos que te valorizem, seja você mesma e com o tempo você irá esquecer, sei que não é fácil, porém não custa conversar com pessoas diferentes. Desabafe também.
    Espero ter ajudado, abraços.

    Resposta
  • RyK 30 de maio de 2019

    Duas opções: Veja o que pode estar de errado com você. Talvez faça algo incomodo, mas nem perceba. Outra opção é perguntar diretamente e pedir sinceridade, qual o seu problema? Talvez seja até algum tipo de mal-entendido. Na segunda opção, na pior das hipóteses, você terá de encarar uma dura realidade e terá a opção de mudar ou não.
    Não sou ninguém, mas te desejo boa sorte.

    Resposta
  • Manu 30 de maio de 2019

    Amizades não podem sentir que vc vive na sua dependência emocional. As pessoas só vão lhe dar valor, quando vc se der valor, pois se essas pessoas reparam que vc as assedia o tempo todo, faz questão de tê-las em todos os lances sociais, não lhe dá espaços. vc acaba passando por chata. O meu filho jovem têm vários amigos e sempre diversifica as amizades, justamente para não ficar esperando muito deles, ou seja, quando ele sabe que um respectivo amigo não curte muito um dos rolês que ele não se encaixa, ele chama outro, mas sempre procura também não esquecer dar atenção a esse que não foi chamado. Essa pluralidade, o faz ser popular, na linguagem dos jovens, pois dessa maneira sempre está sendo convidado para diferentes oportunidades sociais. Ele não foi sempre assim, pois já errou também nesse aspecto de interação social, mas ele percebeu que hj em dia existem mais colegas do que amigos e a grande maioria se movimenta pelos seus interesses. O processo de mudança dele ocorreu, após decidir ir aos lugares sozinho, para descolar novas amizades, após ter sido esquecido pelos velhos amigos, ou melhor colegas. Hj até mesmo esses não saem da cola dele, mas ele só sai com eles quando está afins, ou seja, ele coordena com quem quer sair e se o programa lhe interessa.

    Resposta
  • Anne Franku 6 de junho de 2019

    Manda essas mininas tomarem no ku

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *