Minha família é muito homofóbica e eu não assumi

sou gay, minha família não sabe. São muito preconceituosos. eu não sei mas o que fazer, fico aguentando os insultos da minha mãe sobre as pessoas gays. minha mãe é muito religiosa, ela não aceita o homossexualismo. uma vez ela pegou meu celular e viu algumas mensagens com meus amigos. ela surtou. eu neguei falando que era brincadeira. mas ela não acreditou muito. desde então ela mudou muito, tudo o que eu faço ela fala “anda direito” “fala direito” eu me sinto destruído com tudo isso, me sinto sem ninguém. somente meus amigos me entendem. o que eu faço?

Ler
Estou apaixonada por uma menina e tenho uma família homofóbica.
Etiquetas
familia homofobica

2 Comentários

  1. Com todo o respeito com tua mãe, exige respeito. Ela vai ter que te engolir. Homossexualidade não é doença. Ela tem o direito de ficar triste, mas é PROBLEMA DELA! O amor não tem limites. Força!

  2. Meu caro, existem situações que você não vai conseguir mudar nessa vida, uma é a sua orientação sexual, a outra é tentar convencer uma senhora religiosa, que sempre viveu na redoma das suas crenças e da base de educação que recebeu durante toda a sua vida. Essa batalha impingirá enormes desgastes para os dois lados e não haverá vencedores. Infelizmente, muitos gays rompem com a própria família, por esse motivo, o que é sem dúvidas triste. Agora se é para algum dia você assumir a sua orientação sexual, que seja feita quando estiver no seu próprio espaço, morando em outro local, pois nem tudo é necessário que ela presencie pessoalmente. O tal ditado longe dos olhos, longe do coração. Você não deve dar motivos, enquanto mora com ela, de criar um ambiente tão pesado, pois nem você e nem ninguém se sentirá confortável. Vá viver a sua vida normalmente, organize-se para esse momento da separação do convívio doméstico e só nesse momento, você pode deixar aos poucos ela ir sacando a sua realidade. Não faça isso antes, pois dificilmente vai funcionar. Tenho um amigo homossexual, que adotou esse caminho que eu sugeri, mas mesmo assim demorou 12 anos, para a mãe começar a entender um pouquinho melhor, mas até hoje pede para não conhecer os namorados desse meu amigo, pois ela ainda insiste em manter a sua ilusão de que um dia o filho vai mudar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar