Problemas Familiares

Meu pai não cumpre sua função

Moro com minha mãe desde os sete anos de idade, quando meu pai pediu o divórcio alegando que não a amava mais. Descobrimos, pouco tempo depois, que na verdade, ele já estava com outra e prestes a casar novamente. Na época, lembro de nada disso ter me afetado, mas hoje, com mais de 20 anos, sinto falta do meu pai, mas ele não sente a minha. Minha família diz que ele sempre dizia que não queria se afastar de mim, que queria me ver crescer, ficar comigo e tudo o mais, que ele era apaixonado pela filha. Não sei mais se isso é verdade. Passou a vida me pagando pensão alimentícia, aparentemente, por obrigação – disse que quando eu chegar na idade, não vai mais me ajudar e que já está em contacto com advogado para entrar com ação. Fico com ele, durante um ano todo, no máximo 4 dias, e mesmo assim, é para passar o dia, e ele só gasta dinheiro com comida, mesmo dizendo que se eu quiser algo posso pedir para ele – desde que não ache caro demais. Resumindo: ele vive em torno de dinheiro, mas não se importa o mínimo comigo. Uma vez, ficamos sem nos falar por 6 meses, e ao invés de perguntar da minha saúde, perguntou se eu tinha arrumado um emprego. Eu sou um fardo? Meu pai nunca me quis?

3 Comentários

  1. Acredito que ele gosta. Mas ele se dividiu, arrumou pra cabeça, tem que pagar pensão e tem outra família, os esforços e a energia dele, são para cuidar financeiramente. Talvez trabalhe demais. Se ele não pagar pensão, ele vai preso. E por opção dele, ele tem que manter a atual família financeiramente. O problema não é com você. Você quer estar junto, você quer ser família, talvez ele seja mais voltado para o lado de honrar com a obrigação. Se ele já falou que pela idade vai cortar a pensão e te pergunta se você já conseguiu emprego, é porque ele se preocupa, mas por lei a pensão pode ser cortada em certa idade, e a outra esposa é claro, não quer que continue saindo dinheiro da casa; hoje em dia está muito difícil e ela quer condições um pouquinho melhores para a família dela. Seu pai deve ser pressionado por isso, já que é amparado pela lei. Se você conseguir uma renda, jovem aprendiz talvez, ele ficará menos preocupado com a sua situação e mais leve na casa dele, sem mais esse outro sentimento de culpa. Acho que ele já sofreu por ter que deixar a filha por quem ele era apaixonado e agora está sofrendo pensando na data que está chegando para ter que parar de pagar pensão. Divórcio também é isso, multiplicam-se obrigações, deveres, responsabilidades, e sobra menos tempo para cuidar do lado afetivo, de ser carinhoso. Abraços pra você e siga em frente confiante em Deus.

  2. parece que seu pai só tem uma simpatia por vc, mas isso não importa, pelo visto vc o ama, afinal é o seu pai, continue sendo uma boa filha e não cobre nada dele, só siga a sua vida, não estou falando de reciprocidade nem de “obrigações sentimentais” estou falando de família… família é isso querida não importa o que aconteça ou o que (parece) que é o seu caso, o que importa é que todos estejam bem.

  3. Quanto a questão de obrigações legais, o seu pai terá que cumprir com a pensão de alimentos até os 24 anos, caso vc esteja interessada em realizar um curso superior e tem casos até que são discutíveis na justiça, para estender esse prazo, caso se consiga provar que precisa da manutenção desse auxílio, para a conclusão do curso. O seu pai é uma pessoa egoísta, pois para ele não bastou trair a sua mãe no casamento, mas também a vc, pois não cumpriu a sua promessa de oferecer todo o tipo de suporte para a filha que gerou, especialmente a de afeto. Penso que de nada adianta, ficar esperando algo de uma pessoa que não tem filtros de consciência e que vive apenas em função dos seus próprios interesses ou os da sua atual esposa. Vai saber se ele não se deixa manipular pela mulher, que quer monopolizar a atenção do marido, apenas para atender as suas próprias vontades. Vc já teve uma diálogo com seu pai, para expor seus sentimentos? Porque vc não pergunta para ele, o motivo pelo qual se mantém tão afastado da sua vida. Infelizmente, tem homens que ao deletar o casamento anterior, resolve incluir os filhos nesse pacote da indiferença. É como se quisesse apagar o passado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar