Meu marido e muito egoísta e eu altruista demais

Estou casada há 4 anos, nos conhecemos no trabalho e eu tinha uma carreira promissora, buscar estudar e trabalhar. Quando sai do trabalho não consegui recolocação no mercado, com um pouco mais de um ano engravidei e hoje temos uma filha de 2 anos. Amo muito os dois, mas também amava muito minha académica e profissional, mas infelizmente meu esposo não quer que eu trabalhe mais para cuidar da nossa filha, não discordamos em tudo, evito contraria-lo para não brigar tanto. Quero colocar milha na escola e ele quer esperar mais um ano. Eu não aguento mais viver para cuidar apenas de casa, marido e filhos, pois tenho muito prazer em estudar e trabalho. sou pós graduada e ele e matriculado em uma faculdade particular há 10 anos (que no momento esta trancada), repetiu a 5ª serie 3 vezes. Temos conceitos das coisas divergentes, valores e religião diferentes. Quando namorávamos tudo dava certo, quase nunca brigávamos e ele se orgulhava muito disso. Mas, hoje ele não me deixa crescer, me sinto regredindo a cada dia. Penso em me separar, pois não quero conviver com uma pessoa tão machista e egoísta. Ele e um marido muito bom, carinho, acho que fiel. Também penso na minha filha que acho que e bom para ela viver com os pais separados. realmente não tenho com quem conversar sobre este assunto. Moro longe da minha família, nem amigos, nem vizinhos eu tenho. Preciso de ajuda gente!

2 Comentários

  • Ricardo 23 de janeiro de 2017

    Quem dera todas as mulheres fossem como você.

    Mas indo ao seu caso. Acho que vc deveria procurar um emprego e deixar bem claro que está procurando, se ele querer brigar tente não entrar na briga, mas não deixe de procurar. Quando conseguir entrar novamente no mercado de trabalho, avise para ele, caso ele não queira deixar então neste caso peça a separação, talvez ele volte atrás neste momento, ai vc avalia qual caminho vc deseja seguir, mas se ele não voltar vc já tem o caminho traçado.

    A respeito da sua filha, talvez seja ruim viver com país separados, mas pior é viver com uma mãe infeliz e frustrada que mais cedo ou mais tarde vai acabar culpando ela e o marido por não seguir os seus sonhos, isto vai gerar muitas brigas no seu casamento e vai refletir em sua filha, acredito que mais que a separação.

    Bem é isto, boa sorte na sua escolha.

    Resposta
  • Observador 25 de maio de 2019

    Lendo seu relato agora, mas espero poder ajudar. Acho um erro a mulher largar a carreira por casar. Nada substitui a satisfação de poder pagar pelo que precisa no dia a dia, claro a realização profissional e vocacional, também. Se a separação for Inevitável, sempre é bom lembrar que pai e mãe é para sempre. Os filhos por mais que queiram os pais juntos, acabam entendendo que muitas vezes a felicidade deles para ser continuada, passa pela separação do casal.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *