Me sinto presa à religião dos meus pais

Nascida no berço evangélico, e filha de pastor sempre fui privada de fazer muitas coisas que tive vontade de fazer, mas por conta da religião nunca pude. Me sinto presa ao meus pais por medo de decepciona-los. Já abri mão de muita coisa por amor a eles, porem já estou prestes a fazer 19 anos e preciso tomar uma atitude, não vejo minha religião como um peso até porque sigo a Deus e os mandamentos da Bíblia, mas como toda jovem adolescente tem suas vaidades, tenho vontade de fazer tatuagem e colocar um piercing e para eles seria motivo até de me expulsarem de casa, sempre acatei a vontade deles mas agora sinto necessidade de viver a minha vida, conto muito com a opinião de vocês.

Ler
Minha sexualidade e minha fé estão sempre em conflito.

10 Comentários

  1. Olá, eu também sou evangélica e não concordo com muitas doutrinas. Que as vezes ocupam o lugar da verdadeira adoração a Deus. Eu corto meu cabelo, pinto unhas, uso roupas que eu quero, nunca fui vulgar. Eu uso maquiagem e tudo que uma mulher moderna faz. Mas sempre fugindo do pecado, o que importa é o nosso coração e prazer em servir a Deus. Lembre-se que o diabo esta aí para a discórdia e destruição, não deixe que nada venha afastá-la da casa de Deus, estamos em dias difíceis. Deus nos Abençoe, paz.

  2. Não deve colocar piercings por questões outras, aliás de saúde. Ninguém divulga os melefícios dessa prática. Mas se não os conhece, pergunte ao seu médico de confiança. Igualmente quanto às tatuagens, sendo que nesse caso ainda deve observar que a Palavra é clara e adverte para que não façamos marcas no próprio corpo.

  3. Infelizmente, quando somos jovens e vivemos sob o teto de nossos pais, enquanto são eles que pagam as nossas despesas, o nosso colégio, a nossa comida e as nossas roupas, nós temos que obedecê-los. Assim como você, também já tive vontade de fazer muita coisa que os meus pais não deixavam. Depois de um tempo, a gente entende que, na maioria das vezes, eles só queriam nos preservar. Mas não se preocupa. Quando você ganhar as suas asinhas, quando começar a trabalhar, a ganhar o seu próprio dinheiro e quando tiver a sua própria casa, enfim. quando você se tornar independente dos seus pais, vai poder fazer o que quiser. :-)

  4. E olha. O que importa é você ser uma pessoa boa, que pratica o bem e que procura não fazer o mal, independete de sua religião. Tratar bem as pessoas, preservar a natureza, não maltratar animais, procurar fazer caridades sempre que puder, ajudar o próximo, essas coisas.Não é porque você gosta de piercing e tatuagem e tem vontade de fazer, que você é adepta do capeta ou coisa do tipo. Rs!

  5. Olha linda, quando você conquistar uma independência financeira poderá ser dona da sua própria vida.Mas agora, dependente e com pais tão conservadores, não vai ser fácil tirar a máscara da filhinha perfeita.
    E pais evangélicos, diga-se de passagem, são pais à parte.Ainda mais quando, são “crentes fervorosos”.Esses são bem difíceis.
    Mas você já é maior de idade e está na hora de mostrar aos seus pais quem você é realmente.Pais que amam seus filhos, amam- os com seus defeitos e virtudes.Por isso espero que seus pais sejam desses, ainda que diferentes em modo de pensar e agir, aceite- a como você é.Vai se mostrando aos poucos para eles.Aos poucos assusta menos linda.
    Boa sorte.Bjú =)

  6. Olá, minha família é católica e até os 12 anos o meu pai obrigava-me a ir á missa. Proibia-me de usar saias curtas porque dizia que os homens olhavam-me como um objecto.
    O meu pai é uma pessoa muito conservadora.Um dia disse-lhe que não sentia nada em ir, que acreditava em deus mas não era católica.
    Expliquei-lhe que era tempo perdido porque a pessoa tem de sentir que quer ir.
    Quanto ás roupas eu expliquei-lhe que eu não as usava para que alguém olhasse para mim mas sim porque gostava de as usar. Sentia-me bem com elas. Era a minha imagem de marca, expliquei-lhe que a maldade está nos olhos de quem a vê e que apenas deve-mos ter o ciudado de escolher as roupas de acordo com os locais.
    Acho que deve falar com o seu pai sobre si, o que sente e o que quer.
    Leva tempo mas depois acabará por conseguir.
    bjos

  7. Primeiro tenha indepencia financeira, eu só fui fazer minha primeira tatugem quando não morava mais com meus pais, quando comecei a pagar meu aluguel, minhas contas, minha faculdade, dai sim pude fazer o que bem entender.se você ainda depende de seus pais, se mora com eles, se eles pagam sua conta então minha filha, você vai ter que continuar seguindo as regras deles, se quer liberdade, você vai ter que batalhar e ser independente.

  8. querida é melhor obedecer do que sacrificar. cuidado com suas escolhas, pois muitas delas ira te fazer feliz e outras infeliz, a sua felicidade depende de você. faça a vontade de jesus e esquece esse mundo de ilusões.

  9. Procure sua independência financeira, pagar suas contas, financiar sua casa, seu carro, prover recursos para o seu sustento.
    Enquanto dependemos dos nossos pais, somos submissos a eles, infelizmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar