Problemas Amorosos

Interesse por homem comprometido

Estou interessada em um homem com mais de 50 anos. Tenho 23.
Nós trocamos alguns olhares, e muitas vezes tenho a impressão de que ele também tem interesse. Outras vezes acho que estou meio fantasiando. Mas ele já puxou assunto em alguns momentos, nas poucas vezes que nos vemos. Fico confusa com as atitudes dele.
Não sei o que fazer, devo conversar com ele abertamente e deixar claro meu interesse, ou buscar esquecê-lo?

Esse dilema fica pior para mim, pelo fato dele ser casado. Sempre condenei a traição, mas nunca pensei que fosse realmente me interessar por alguém comprometido. O que faço, afinal?

7 Comentários

  1. Vagaba você né!
    Nós mulheres odiamos mulheres como você pelo seguinte motivo: tantos milhões de homens mais velhos, mais novos, altos, baixos, magros, gordos, musculosos, carecas, cabeludos, barbudos, brancos, negros, japas, loiros, pobre, ricos, nerds, esportistas, baladeiros,e SOLTEIROS… E você desgraça, vai se apaixonar justamente por um comprometido?! Jura que tem necessidade??? Ah por favor!
    Sério, nojo real. Sai dessa, prova que não é vagaba. Se é ele que não presta também, deixa ele se ferrar sozinho, mas não leva mais uma vez o nome de mulher pro lixo como amante vai…

  2. Ai amiga, quer cuidar de um homem de meia idade já?? Esse tipo não vai querer nada sério com vc, a não ser muita cama e ponto. Provavelmente tem (ex) mulher e filhos, ou seja, o cara já traz uma bagagem de vida enquanto sua situação parece ser bem diferente. Vá curtir com rapazes da sua faixa etária. Tenho uma prima como vc que se juntou com um homem de quase 60 anos e que já tinha 05 filhos. O cara é um “porre” não se diverte, quer que ela ajude a “criar” os filhos dele, não gosta de viajar, nem nada. Ela tá praticamente sendo uma cuidadora de idoso. Enquanto isso a juventude dela está passando. Não caia nessa armadilha da síndrome do “Richard Gere”. Fora esse “detalhe, ele é comprometido tbm. Não faça besteira! Não alimente caraminholas..

  3. Uma palavra se resume ao que vc é mal caráter e vadia, destruidora de família, pare de procurar seu pai nos relacionamentos, busque um homem da sua idade safada, lembrando que a vida sexual do homem tem prazo de validade.

  4. Escuta um homem:
    Faz o que você quiser fazer, pois a vida passa rápido e depois vai te arrepender por não viver algo ou alguma coisa!
    Experiencia própria, comigo aconteceu praticamente a mesma coisa, mas eu(40 anos) me apaixonei e larguei minha esposa e ela(menina 18 anos), largou o namorado… ficamos juntos por 6 meses, projetei uma nova vida, busquei fazer algo diferente da minha vida anterior, mas infelizmente ela voltou para o namorado, e eu acabei sozinho e triste para caramba!
    Fui um bobo? Idiota? Trouxa?
    Talvez sim, mas quer saber, VIVI OS MELHORES MOMENTOS DA MINHA VIDA EM 6 MESES e precisava conhecer esta outra pessoa, viver isto, saber como seria, ou me arrependeria pensando por não fiz isto!

    Fica a dica valiosa, cuide do seu coração, pois isto não se brinca!

  5. Se eu fosse vc cairia fora desse sujeito que com certeza e desses velhos interesseiros, que só quer ficar com as novinhas pra sexo. E se ele fosse homem de verdade não trairia a esposa de anos pra ficar com outra que conheceu ontem.

  6. Você tem que se perguntar qual é o seu real interesse nessa relação? De que forma irá agregar na sua vida? Ele é um homem casado, cinquentão, que deve ter se sentido premiado ao receber o olhar de uma menina tão jovem, mas entre se sentir envaidecido e consumar uma traição, pode haver alguns freios de consciência da parte dele, parando só mesmo nesses olhares. Por outro lado se ele é aderente a essa prática da traição, por ter uma esposa permissiva ou muito desligada, nesse caso você só servirá como uma distração para retirá-lo das enfadonhas rotinas do casamento, mas até aí pensar em tomar o lugar da primeira-dama, não vai ser tão simples, especialmente se ele tiver o mínimo de bom senso. Eu casei aos 29 anos de idade com um homem 19 anos mais velho, fui seu primeiro casamento, acabei ficando viúva aos 33 anos de idade, permaneci poucos anos ao seu lado, mas percebi o quanto um ano a mais na vida de um cinquentão já pesa, mesmo na intimidade. Quando se é jovem e cheia de energia é um desperdício, viver com alguém cuja já está em declínio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar