Homens não são pais, são só maridos

Estou muito triste. Depois de pensar muito cheguei a uma conclusão: homens raramente são pais! E porque acho isso? Bom, vejo muitos e muitos casos de homens que simplesmente esquecem dos filhos depois que se separam e arrumam uma nova companheira. Se tiverem outros filhos com a atual cônjuge simplesmente abandonam os filhos do 1° casamento. É claro que não dá para generalizar, mas quando vejo casos assim me dá um aperto no coração. As crianças não tem culpa!

Ler
Familia de bandido

8 Comentários

  1. Esse perfil de homem geralmente é aquele que se sujeita a ser manipulado pela sua nova companheira, a qual consegue tambem ser cruel, a medida que por territorialismo, ciúmes e competitividade, procura manter a exclusividade da atenção, afetividade e recursos materiais para si e os filhos que gerou com seu parceiro. De uma certa forma não deixa de ser um covarde, pela sua falta de atitude, em não permitir que essa mulher se interfira, nas responsabilidades que ele deverá ter com os seus filhos do seu casamento anterior.

  2. Vejo isso na minha família.
    Tem um que depois que separou da mulher não dá a mínima para o filho de 8 anos.
    E minha irmã separou do marido e o ex raramente visita o filho.
    É muita frieza e egoísmo. É como se o filho não importasse mais.
    Não entendo porque fazem filho se depois vão abandonar.

  3. Concordo! Um boa parcela dos homens não estão prontos para assumir o papel de Pai. Fazem os filhos e depois deixam eles nas costas da mãe para que ela ,sozinha, assuma a responsabilidade de criá-los. Isso é muito injusto! Daí se casam novamente, raramente fazem questão de manter o vínculo com os filhos, alguns se recusam a pagar pensão,outros simplesmente vivem como se nada tivesse acontecido. Conheço alguns que se recusam em mandar 1 litro de leite para criança, mas nos fins de semana estão nas festas. Por isso acredito que tem sim a ver com o caráter da pessoa.

  4. Como você mesma disse. E uma generalizacao muitas vezes causada pela imposicao da sociedade na figura do homem babaca. E isso mesmo, babaca. Eu me divorciei, crio os meus dois filhos e não estou nem ai para essa sociedade hipocrita e idiota que temos hoje. As pessoas trabalham em empregos que não gostam para ganhar o dinheiro sem ao menos saber usa-lo direito, compram e consomem coisas que não precisam, para agradar a pessoas que não estão nem ai para elas. Ai você acha que a opniao alheia e os estereotipos importam? A vida e essa porcaria que você vê mesmo, e se quer ver coisas boas, não procure onde não pode encontrar.

  5. Olha.. eu concordo com esse desabafo. Parece que o que mantém o vínculo ao filho é a mãe. Separou. acabou. Como os homens conseguem esse distanciamento? Essa frieza?
    Juro que também não entendo

  6. ”Homens não são pais, são só maridos”. E às vezes nem maridos como manda o figurino. Por isso a Natureza não os encarregou da gestação, do parto, da amamentação, etc. E por isso mesmo as mulheres devem estar bem atentas aos homens que elegem para pais dos filhos, se é que filhos devessem ter nos dias de hoje. Porque o mundo está dizendo ‘parem de ter filhos’ aos berros e somente as surdas e cegas insistem em ignorar.

  7. Pois na minha vida acontece o contrário. Meu marido tem três filhos do primeiro casamento, e vive com eles e eu dentro de casa. É um inferno, a mãe não quer nem saber deles e já está com outro filho do casamento atual. Ele não tem coragem nem de mandar os meninos calarem a boca porque eles correm para contar para “mãe” e ela fica ameaçando ele de pegar a guarda de volta, só que é tudo mentira porque ela não quer! Acho que filho tem que ficar é com a mãe mesmo, eu por exemplo jamais deixaria um filho meu na guarda do pai, porque geralmente eles não dão a educação que um ser humano precisa para viver. ALGUNS, NÃO TODOS. Não quero ter filhos.

  8. Eu e Luz, concordo plenamente. Porque vejam: se o pai não abandona ao Deus dará, o pedófilo pega; se o pedófilo não ‘tiver sorte’, as drogas/alcool têm! E se nem assim, bala perdida alcança. Sem contar as DSTs e as viroses malucas que rondam, assim como as escolas onde o que se ensina (por omissão) é que se pegar nos corredores e banheiros com coleguinhas de ambos os sexos é ‘normal’.
    Ter filhos atualmente? É odiar alguém mesmo antes de nascer porque vai ele cair nesse mundo podre e encharcado de podridão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar