Há 2 anos venho tentando me divorciar

Há 2 anos venho tentando me divorciar porem minha esposa sempre consegue dar um jeito, com suas chantagens emocionais acabo me rendendo a situação com sinto pena, as brigas sempre foram constante no nosso relacionamento mais sempre conseguimos dar a volta por cima e resolver rapidamente a situação antes que piorasse, hoje em dia estou intolerante e minha esposa cada vez mais obcecada por mim, quero ser forte e poder dizer que acabou mas minha esposa está desempregada e tem uma filhinha minha enteada, me sinto prisioneiro desse relacionamento com essa rotina de casa trabalho, não quero mais me envolver em relacionamentos quero poder estudar focar no meu futuro mas como dizer isso para uma pessoa que não aceita uma separação? o que eu devo fazer?

Ler
Esposa que trata o marido com indiferença
Etiquetas
divorciar

5 Comentários

  1. Não existe ‘não aceitar’ separações. Litigio, advogado e Juiz existem para isso. O restante é fraqueza sua, amigo.

  2. Não tem mais nada a ser dito depois do que a Manuela disse. É exatamente como ela disse e ponto.

  3. A sua esposa está te manipulando para acomodar essa relação às suas necessidade pessoais. Essa obsessão dela, tem muito a ver com o fato dela não querer se virar sozinha e arregaçar as mangas para trabalhar, com a desculpinha do desemprego. A necessidade faz as pessoas correrem atrás dos seus objetivos e mesmo de atividades autônomas que não envolve emprego formal. Ela sabe que não é fácil nos tempos atuais encontrar homem provedor de mulher e no pacote a enteada, pois não é a sua obrigação ter que bancar toda essa estrutura. Que ela corra atrás do homem que a engravidou, para receber os seus direitos. Você está em um relacionamento péssimo, gastando os seus recursos, vivendo infeliz por pena? Ah vá! Ela pelo visto só está pensando nas suas vantagens em mantê-lo e quanto a vc? O meu irmão acabou de romper sua união estável de 1 ano com uma mulher que aos poucos foi seguindo esse mesmo caminho, começou por largar o emprego, depois veio a choradeira que o pai biológico não estava dando o suficiente para manter suas duas filhas e as continhas sempre respingava nas suas costas. Conclusão ele se encheu e deu um fim a essa palhaçada, em 1 mês a mulher já estava trabalhando como autônoma e se virando para manter a sua estrutura familiar. Saia fora desse atraso e saiba nem a justiça dá muito peso a chororó de mulher em idade produtiva para trabalhar, se for ter que pagar pensão para ela será por prazo bem curto.

  4. Incentive ela a se ocupar com cursos ou ajude ela encontrar um emprego, e incentive ela a fazer uma terapia.
    Se ela estiver empregada vai ser bem mais fácil a separação.
    É isso, terapia para ela ficar melhor emocionalmente e emprego, ela tendo isso a separação vai ser mais fácil.
    Se quer se separar você precisa ajudá-la.

  5. Eu te entendo muito bem, estou a um ano tentando sair do meu casamento mais sem sucesso. Cada vez que falo em separar, em ir embora meu marido diz estar passando mal e então me recai aquele sentimento de culpa e eu acabo ficando. Nos relacionamos bem, quase não existem brigas, mais estamos longe de ser Homem e Mulher. Estou frequentando terapia e tem me feito bem, entendo que meu desejo é separar, o que falta é a coragem o ato em si, coragem para sair da zona de conforto. A gente até pode ser bons em conselhos, mais o que precisa mesmo é saber leva-los para si.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar