Eu e meu irmão acabamos transando a noite toda

O que vou contar aqui é verdade aconteceu e ainda acontece. Tenho 25 anos sou casada tenho dois filhos, não fui criada com meus pais tenho um irmão por parte de mãe que nunca tive contacto mas eu novembro de 2013 começamos a nos falar por mensagens e por telefonemas ficávamos horas e horas conversando já tinha um grande afeto por ele então chamei ele para passar uns dias aqui em casa, ele chegou doi uma tarde maravilhosa então caiu a noite meu esposo teve que ir trabalhar, meu irmão e eu conversamos bastante rimos muito, estava dando aquela horinha que bate o soninho então eu arrumei o colchão para ele dormir ele deitou e eu deitei no sofá para terminar de assistir o filme e depois ir para o quarto, ai ele estendeu sua mão para trás e começou a fazer carinho no meu braço então me segurou me puxou de leve e me chamou para deitar ali no chão com ele, eu fui, ficamos abraçadinhos de conchinha e ele continuou acariciando meu braço e ao mesmo tempo começou a dar beijos na minha nuca, eu achei estranho nas não falei nada, estava adorando aquele carinho todo, passou um tempinho e a intensidade do beijo foi aumentando contra minha nuca, ai comecei a sentir um volume duro encostando na minha bunda, meu estomago esquentou e meu coração disparou na hora mas eu deixei não fiz nada porque de uma certa forma aquela situação estava me deixando excitada e ele percebeu então ele chegou até perto da minha boca e começo a me beijar lentamente e conforme a excitação crescia a intensidade do beijo também crescia e eu já estava tudo molhada de tanto tesao, então ele colocou sua mão por cima do meu baby dool e ficou me apertando de leve foi inevitável eu comecei a remexer ao toque dele, ai ele enfiou a mão dentro da minha calcinha e começou a esfregar meu grelinho até eu pedir por mais, então comecei a empurrar os dedos dele para dentro da minha bucetinha molhadinha e cheia de tesao e quanto mais eu remexia ao seu toque mais ele sarrava seu pai em mim, ele tirou os dedos de dentro de mim e tirou minha roupa, abocanhou meus peitos e chupava com muita foça que eu até sentia uma pontada de dor junto com o tesao, quando terminou de chupar os meus peitos ele foi descendo pela minha barriga beijando e mordiscando até chegar na minha buceta e colocou aquela língua maldosa molhada e quente no meu grelo, me lambeu todinha e mordiscava meu clitóris me levando a loucura ele fez isso muitas vezes até eu implorar para que ele me penetrasse, então finalmente ele me penetrou foi como um alívio, ele me fodeu tão gostoso antes de gozar ele me deu o pau dele para mim chupar e eu chupei da melhor maneira que pude depois ele voltou a me foder com força e gozou dentro de mim num jorro que deu até para sentir, nosso tesao era tanto que mesmo depois de gozar nos continuávamos transando a noite toda. Eu nunca fiquei transando por tanto tempo assim. E até hoje quando a gente se encontra nos repetimos tudo de novo. Mas tem um problema nisso tudo que ele e ele já conversamos varias vezes, que é o fato de eu e ele termos nos apaixonado, e já até falamos em larga tudo para irmos viver juntos. Mas eu não sei se é o certo a fazer, na verdade eu não seio quefazer. Por favor me ajudem, sem criticar porque eu não preciso .

Etiquetas
contos eroticos incesto

6 Comentários

  1. Sexo entre irmãos é muito comum, basta olhar relatos❗️
    Portanto não se culpe❗️
    O que eu acho é que, já que aconteceu, tem de ser casual, apenas❗️
    O importante é você não diminuir suas relações com seu marido.
    Conversa bastante com seu irmão e tira essa ideia maluca de viverem juntos, isso não vai dar certo, não vai❗️

    Minha cara desabafante, muito cuidado para seu marido não perceber, ele não vai entender essa situação e o julgamento dele e de outras pessoas acerca disso lhe será cruel demais❗️

    Se tiver muita dificuldade em lidar com a situação procura ajuda de um bom psicólogo, os postos de saúde oferecem esse serviço caso não possa pagar.

    Boa sorte‼️

  2. Acontece a atração, mas deve ser evitado, ainda mais que tens marido. Masturbei-me muito pelo irmão gostoso que tive: pernas peludas, grossas e quando botava calção amarelo, não resistia e no banheiro eu aliviava minha excitação. Teve outro irmão que chegou a falar comigo que gay fica excitado ao ver outro homem, não levei a conversa adiante e, percebi muitas vezes que ele dormia sem cueca, dava de ver o pênis dele quando abria as pernas. Estas situações acontecem, mas nada de levar adiante para transa.

  3. Olha pelo que você relatou, o seu casamento já estar comprometido, porque você está muito envolvida com seu irmão, e não tem nada de anormal nisso. Então se você quer e ele também, porque não ficarem juntos? Não se prenda ao que as pessoas pesem, você pode sim ser uma mulher para ele. Procurem a melhor forma para fazerem isso, e vão viver isso, e vão viver isso, que algo incrível.

  4. Tive um relacionamento sexual de mais ou menos 6 anos com minha irmã. Ninguém nunca soube de nada e nem dávamos motivos para desconfiança. Posso garantir que você não encontrará na vida ninguém que te dará mais prazer sexual que seu irmão e nem ele encontrará parceira melhor que você. É simplesmente maravilhoso e intenso. Na época cheguei a pensar em ir embora de casa para morar em alguma cidade distante e levar minha irmã comigo, para vivermos como casal, mas hoje vejo que não teria sido a coisa certa a se fazer. Existe os laços familiares que se perderão, você acabaria abalando a estrutura de toda a família, sem contar os seus filhos. Pense em uma relação que está aí para melhorar sua vida, apenas isso. Mantenha o contato, mesmo sexual, com seu irmão, sejam amantes, mas tenham cuidado para que isso não seja descoberto. No nosso caso deu muito certo, mas isso porque percebemos a tempo que quanto mais o tempo passava, mais confiantes ficávamos e com isso as chances de sermos descobertos aumentavam muito. Sejam discretos e curtam a vida!

  5. Vou apenas chover no molhado, mas vamos lá. Isso é muito mais comum do que imaginamos, só que é algo feito bem na surdina. Acho que quando feito com consentimento de ambos, com idade para saber o que está fazendo, sem qualquer tipo de violência ou coação, vai lá, se curtam. Imagino que é muito comum principalmente entre irmãoxirmã, tioxsobrinha, tiaxsobrinho, sem contar entre primos que é quase tido como normal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar