Eu e ela trabalhamos na mesma empresa

desabafos de gays lesbicas bisexuais e transexuais

Estou ficando uma mulher de 28 anos e eu 22. Faz quase 3 meses, estávamos nos dando bem. Apesar dos ciúmes tanto de um lado quanto de outro! Ela é uma pessoa que vezes é calmaria e ao mesmo tempo vira tempestade. Trabalhamos na mesma empresa, mas em setores diferentes, nos vemos pouco lá e ficamos juntas somente nos fim de semana. Trocamos até presentes e declarações. Mas ela tem medo de se machucar, é meio possessa e teve um crise de ciúme por motivo bobo e depois disso, me pediu um tempo para respirar. Pois não está acostumada com tanta convivência, dente e fora do trabalho. Que é coisa dela e espera que eu entenda, não está me dando um fora, mas se sente sufocada e precisa respirar. . Estou tentando respeitar esses dias que ela pediu para ficar quietinha.

6 COMENTÁRIOS

  1. Pois é. Ambiente de trabalho, não é relacionamento pelo visto, mas ficação, e ainda rola isso de ciume de parte a parte. Tem tudo, tudo mesmo para dar muito errado (e já está dando). Ela pediu ‘tempo’. Eu, no seu caso, teria mandado àquelas partes porque isso de ‘tempo’ é coisa de quem não sabe o que quer ou que se arrependeu até mesmo dos pegas.

  2. Acho que vc deveria fazer o que ela pediu, pois se um simples namoro já a sufoca, quais os planos que vc poderá formar com essa mulher a longo prazo? A fase do namoro é a mais light das nossas vida e na minha humilde opinião a mais gostosa de se aproveitar,por implicar em bem menos responsabilidades em comparação a uma vida de casado, de forma que se a sua parceira já está demonstrando falta de interesse, não adianta ficar esperando por remendos ou nutrindo esperanças de que essa situação poderá mudar, pois as chances são bem pequenas. O fato de vc ter namorado uma pessoa do seu trabalho, pode inclusive tê-la feito manter esse relacionamento por mais tempo do que ela na realidade desejava, pois sempre vai existir a preocupação da parte descontente não gerar um clima estranho no ambiente profissional. Esse lance de ter comentado de dar um tempo por estar sufocada, é o mesmo que dizer basta, não quero mais. Como será inevitável os encontros, seja educado, mas indiferente, como se ela não fosse nada além de uma funcionária da empresa, dê um bom gelo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here