Devo terminar meu relacionamento?

Namorei a 6 meses e no início foi perfeito, moramos em cidades diferentes e ele sempre vinha para cá, mas foi perfeito apenas nos 3 primeiros meses. .. Quando eu fui sincera com ele a coisa começou a deslanchar, sincera sobre o que eu realmente sinto e sobre as coisas que sou fiel. Ele queria que eu o amasse mais do que a minha própria mãe, mais do que a Deus e disse que isso com todas as letras, e eu falei para ele que essa ideia era absurda apesar de amar ele. Que amor não se compara, temos coisas diferentes a oferecer, somos muito diferentes.
Daí por amar ele demais eu tentei me adaptar ao jeito dele, amar ele mais do que tudo, mas realmente eu não consegui e não estou disposta a isso, é muito exagero
eu era muito pressionada para morar com ele, ele me cobrava para termos mais intimidade e me propunha coisas que são inviáveis de fazer como mudar de cidade.
Eu o amo muito e tomei a decisão de terminar com ele, pois temos coisas diferentes a oferecer e somos pessoas diferentes. .. Foi sofrido e muito doído, eu chorei o dia inteiro.
Agora o amigo dele me mandou uma mensagem aqui, dizendo para eu pensar bem do que eu quero e que ele quer que eu retorne como namorada dele.
Não sei se proponho uma continuação desse relacionamento, se terminamos mesmo e acabou. .. só sei que estou tirando um tempo para mim mesma agora

Etiquetas
devo terminar

12 Comentários

  1. O melhor que você deve fazer é isso mesmo, tirar um tempo para si mesma e pensar se vale a pena continuar com alguém que exige tanto de você a esse ponto, tenta ver se esse sentimento dele é saudável, pelo o que você mostrou ele não é saudável. Mas você conhece a situação melhor do que ninguem. Acima de tudo, ame a si mesma.

  2. Pesquise um pouco sobre relacionamentos tóxicos ,
    Mesmo que Você aceite, por quanto tempo vai aguentar isso?
    Eu amei alguém assim, mais do que a mim mesmo, e hoje sofro muito.
    Não cometa o mesmo erro.

  3. VOCÊ TOMOU A DECISÃO CERTA.
    Esse cara não é normal, não volte atrás nessa escolha fique solteira até encontrar o cara certo.
    Desista desse cara!

  4. Parabens pela tua atitude e determinação, você tomou a decisão certa, ou seja, cortou o mal pela raiz.
    Esse cara iria te fazer sofrer muito, ele não te respeita, ele não conhece limites e nem sabe diferenciar tipos de amor, um ignorante em potencial, é uma pessoa sem equilibrio emocional e sem extrutura.
    Querida, a primeira coisa que devemos ter em qualquer relacionamento é o respeito, aos sentimentos,ao espaço, aos sonhos, aos ideais de cada pessoa..e esse carinha desconhece tudo isso. Ele queria exigir de você algo que nem ele tem a capacidade de cumprir..ele nem sabe o que significa amar por isso é tão obcecado por querer dominar os sentimentos de outra pessoa.
    Você ainda irá conhecer uma pessoa maravilhosa que realmente te merece. bj

  5. Querida entendo seu sofrimento. Más o que ele está pedindo e absurdo. Ele quer total dependencia sua dele. E ainda quer te separar da tua família indo morar em outra cidade. O amor de verdade (nao aquele fruto da ilusa o dos desenhos de princesa) e equilibrado e tem bom senso. Não abra mao da sua condicao e do seu bom senso e não divide do seu instinto. Perder um namorado pode ser muito pequeño aos relacionamentos que tem finas teriveis como temos atualmente de violencia, dor e até morte por vezes. Seja firme. e não ceda. Se ele te amar.. talvez sua firmeza de decisao possa ajuda – lo a amadurecer e perceber que o que ele pede não existe.fora do real. Ser carente de atencao, querer a pessoa para si e uma coisa. mas querer ser um deus para outro ser humano e loucura. O mundo não gira do jeito que ele quer. Man tenha sua posicao e veja como ele reage. Não ligue se ele ficar irritado, a razao nem sempre e bem vinda.

  6. Quando eu era jovem, me apaixonei por um homem. Namoramos durante muitos anos e depois casamos. Na época do namoro, achava que com o casamento e com os filhos que viriam, alguns modos dele iriam mudar. Não demorou muito e fiquei grávida. Ele pediu que eu abandonasse o emprego pois tinha condições de sustentar a mim e nossos filhos. Eu, ingênua, aceitei. Virei dona de casa, dedicada exclusivamente a minha família. Quase não visitava meus parentes que moravam no interior. Mal tinha contato com eles. Na época, meu esposo me violentava. Mas não eram agressões físicas ou verbais, e sim, agressões que muitas pessoas não conseguem enxergar: as psicológicas. Em muitos momentos pediu que eu esquecesse minha família, pois era a que eu estava formando com ele que importava. Tentou controlar as poucas amizades que eu tinha. As que ele não gostava não “prestavam”. Sempre fazia questão que eu estivesse em casa cuidando dos nossos filhos. Lazer? Eu nem me lembrava mais o que era isso. Fiquei dependente financeiramente dele. Até minhas roupas ele que comprava.. Embora não dissesse nada, ficava contrariado quando eu ía no domingo para igreja. Infelizmente, vivi durante muitos anos assim, sofrendo calada. Hoje, me cobro por ter sido tão passiva diante da situação. Com o tempo, meu casamento foi se desgastando pois começei a me impor e, depois de muito adiar(esperei meus filhos ficarem um pouco maiores), resolvi pedir o divórcio.

  7. Aos poucos, voltei a manter contato com meus familiares, começei a sair mais vezes e voltei (com muita dificuldade) ao mercado de trabalho. Tive que recomeçar minha história. Ainda no final das contas, saí como a “malvada” da história, a esposa que não prestava. Moça, eu resumi a minha história para tentar lhe dizer para você não abandonar nada por ninguém. Nada pode substituir a nossa família. Seus sonhos, suas vontades. Claro que depois que casamos, as coisas mudam. Mas isso não quer dizer que você tenha que deixar tudo para trás por causa de um “amor”. Que amor é esse que deseja ser a coisa mais importante da sua vida? No mínimo esse rapaz é doente. Se no namoro está assim, não pense que com o tempo ele vai mudar de ideia não. Experiência própria! Você está certíssima em ter um tempo para vc, afinal ainda gosta dele. É normal esse turbilhão de pensamentos e emoções. Se esse homem te ama de verdade ele vai te compreender e aceitar suas particularidades. Se não, pule desse Titanic e reme para o mais longe possível. Talvez, a vida coloque alguém que tenha sentido na sua vida, que não tente te trancar numa gaiola e que a respeite como você merece. Não se sacrifique a toa! Vai doer (eu sei). Mas lá na frente (talvez)vc agradeça por ter dado um ponto final enquanto ainda era cedo..que Deus te proteja!

  8. Pelo o que você conta este cara é bastante inseguro e doido. Ninguém pode exigir que se ame mais ou menos. Sentimento é sentimento. Por mim você deve pensar bastante: daqui a pouco ele vai te privar de ver os outros e até mesmo de ter a sua vida. Fique de olho

  9. Não volte atrás esse relacionamento não é uma coisa boa para você espere e confie em DEUS que algo melhor está por vir.

  10. se está assim agora imagina depois de casados? ele vai te proibir até de ir na padaria, cai fora.

  11. Meio complicado,mas se caso vocês voltarem ele tem que entender que você não é uma propriedade exclusiva dele,vc tem sua família,duas fé que já estão na sua vida a mais tempo.Se ele te amar e for compreensivo vai entender isso é ficará com vc.

  12. Apesar do forte sentimento que você tem por ele, esse seu namorado te sufoca e se demonstra possessivo. Isso não é bom! A forma certa de amar é oferecendo a liberdade, o livre arbítrio das decisões, pois o que os manterão de fato unidos é a certeza de onde ele estiver, no seu coração sempre estará pensando nele, com grandes expectativas de um próximo reencontro. Esse teu namorada, mal te dá espaços para você sentir a ausência dele, pois ele invade tudo que existe na sua vida, por ele te colocaria em uma coleira para te fazer permanecer sob o monitoramento dele. Esse formato de relação cansa, enjoa, pois as pessoas precisam ter seus espaços e você tem uma vida além do namoro. E o pior é a típica relação que atrasa os seus projetos de vida, uma vez que o constante assédio para querer conduzir a sua vida, não te dá opções para você definir as suas próprias escolhas. Pessoas jovens precisam ter outros planos que não envolva apenas relacionamento, tais como: estudar, trabalhar, construir carreira, pois esses sim são bens que nunca se perdem e que de fato de faz enxergar um futuro, enquanto um namoro, um casamento, são territórios da incerteza, pois você nunca conseguirá prever se o que você sente hj, durará para sempre, se o comportamento dele com você hj, não será pior no futuro, quando você sentir que a sua liberdade está cerceada e que você está vivendo em uma completa dependência emocional e até financeira dele, caso um dia vocês resolvam morar juntos. Posse não é amor, mas egoísmo e tal conduta não oferece garantias alguma de que amanhã, você já se canse desses excessos. Jamais entre em um relacionamento de forma cega, abra os olhos e enxergue como será o seu futuro se você se submeter a esse relacionamento sufocante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar