Desmotivada na vida

sou uma mulher jovem, bonita e curso uma faculdade de grande prestígio, a medicina. porém não sou tão feliz como gostaria de ser. na verdade, eu ando meio triste, sem motivação.

namoro um cara legal, que me ama muito, carinhoso e tudo, mas às vezes fico me perguntando se é com ele que eu realmente gostaria de estar. ele é advogado tem 30 anos e mora com a mãe, vive bem, mas não é rico. às vezes fico com medo de acabar casando com ele e ter uma vida medíocre. não que eu seja interesseira, mas eu quero me casar com um homem que tenha uma boa condição financeira para sustentar bem a família com direito a lazer e tudo sem que eu tenha que morrer de trabalhar para botar dinheiro dentro de casa. eu gosto muito do meu namorado, não quero terminar, mas fico pensando no nosso futuro…

em relação à faculdade, eu também ando meio desmotivada. convivo num meio em que há uma concorrência monstra e aqui é cobra comendo cobra. todo mundo querendo ser melhor do que o outro, às vezes às custas de botar o pé no meio pro colega tropeçar e cair para pessoa se sobressair. além disso, estou perto de me formar, vou me tornar médica logo logo e da noite pro dia vou estar atendendo os pacientes sozinha, sem a ajuda de ninguém. e aí vem aquela pressão, bate aquele medo de errar, aquela insegurança o medo também de não conseguir passar na residência de primeira e ter que ir trabalhar no interior 1 ano para prestar prova para residência de novo e eu odeio interior, sou uma garota da cidade apesar de ser uma pessoa mais caseira, gosto de ter vida social. e o interior do estado onde moro é uma chatice.

também tem o fato de eu conviver, por conta da faculdade, em ambientes com muitas pessoas doentes, algumas em estado terminal sem perspetiva de melhorar. eu lido todos os dias com a desgraça humana, com pessoas extremamente pobres e doentes. haja frieza para não se comover com isso.

mantenho contacto com boas amigas, mas acabei me afastando de muitas outras. isso também meio que me entristece não foi porque eu quis, simplesmente nós convivíamos todos os dias e aí tivemos que nos separar, a convivência foi diminuindo e acabamos nos afastando. já outras amigas, apesar de serem pessoas legais que me faziam rir, me afastei porque demonstraram falta de consideração por mim em algumas situações.

outro problema que enfrento e que sempre enfrentei é a falta de dinheiro. meus pais são separados, e eu moro com a minha mãe. apesar de ganhar bem, meu pai dá uma pensão mixuruca que quase não dá para nada, só pro básico. não tenho carro e, portanto, dependo de carona ou tendo que andar de ónibus às vezes por lugares perigosos (o que é uma droga), não tenho dinheiro para comprar roupas novas, muito menos para viajar ou lazer. quando saio com o meu namorado, é ele quem sempre paga quase tudo (com exceção de entrada de cinema, essas coisas eu pago a minha).

como se não bastasse, ainda tenho um problema familiar. eu e minha família nos amamos muito, não tenho dúvidas, mas nós somos muito desunidos. no momento, não estou falando com meus irmãos, nem eles comigo. mal falo com o meu pai, que mora em outra casa. minha mãe fica botando pressão para eu ser alguém na vida, para ganhar muito dinheiro, para eu me casar…

e eu não falo isso para as pessoas porque não quero que sintam pena de mim. não quero que me vejam assim desmotivada, tristonha.

apesar de tudo, tenho esperança de que as coisas ainda vão melhorar.

0 0 votar
Avaliar Desabafo
6 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
s
7 years ago

Dra, não se importe com os outros por agora e nem demasiado com os problemas externos. Pense primeiramente em si mesma por favor, procurando economizar suas energias. Está em vias de terminar o seu curso, o que foi uma vitória e a cumprimento por isso, e há alguns problema familiares andando à solta. É natural que esteja cansada.
Mas Amanhã será um novo dia! Os problemas lá estarão, mas se apenas só por hoje mantiver o foco em si mesma e procurar repousar o quanto possível, não pensando nos problemas a modo de vê-los resolvidos todos de uma vez, poderá enfrentá-los mais fortalecida um a um, no tempo certo.
Há coisas que demandam tempo. Todas elas, aliás. E a Paciência é a chave da porta das soluções às vezes.
Há um ditado que diz: “É no andar da carroça que as melancias terminam de se ajeitar.”
Sei que como médica aprendeu a resolver problemas. Mas pense que fatos novos do dia seguinte, às vezes fortuitos, puderam eventualmente trazer novas luzes sobre questões aparentemente insolúveis.
Não tema. Tudo vai dar certo!

Naty
7 years ago

Não cobre da sua vida a perfeição.Algumas coisas podem melhorar e outras não. Você que diz conhecer a miséria humana ,deveria ter mais gratidão com a vida que tem. Não vi nada de mal em sua vida.Claro que como é você quem a vive, é que sabe o que é bom ou não para vc.Você está realmente desmotivada.Sua vida mostra claras chances de ser bem sucedida,mas uma coisa eu te digo, não importa o quanto você venha a ter, mas o necessário que precisa para ser feliz.E isso diferencia de pessoas para pessoa.Você acredita em Deus? Espero que sim. Você vai ser feliz. Mas não esqueça das coisas que realmente importam nessa vida.Bjos flor.

eu
7 years ago

Querer mais para nós mesmos, não tem nada de mal. Mas primeiro deverá pensar: o que verdadeiramente quer, ser médico é muito positivo e gratificante, pois salvar vidas é um dom! Mas se calhar não é para si. o seu namorado, se tem dúvidas o melhor é falarem sobre isso, não se case só por casar, case-se com sentido.
Amor e uma cabana não existe, compreendo o que diz quero o mesmo viajar, poder trazer o meu dinheiro para casa sem me matar.
acho que isso nada tem de errado, acho que deverá pensar essencialmente em como deixar a sua marca no mundo, algo de que se orgulhará.

M
7 years ago

Apenas tens de olhar para ti mesma. Se andas desmotivada é porque não andas a fazer o que realmente te faz feliz. O teu namorado tem 30 anos e ainda vive com a mãe. Tu podes gostar dele, mas gostar não é amar. Não te enganes a ti própria só porque ele gosta de ti e não o queres fazer sofrer. Se tens assim tanta insegurança em relação ao teu curso, podes fazer uns estágios. Se continuas com insegurança é porque se calhar esse curso não é o melhor para ti, nem a tua vocação. Não faças as coisas só porque sim, mas porque tu queres e sabes que é bom para ti. Acaba-se logo a desmotivação.

claudinha
7 years ago

VOCÊ DIZ QUE É JOVEM, BONITA FAZ MEDICINA(POR CERTO É MUITO INTELIGENTE), TUA FAMÍLIA NÃO É UNIDA, MAIS O QUE VOCÊ FEZ PRA MELHORAR A SITUAÇÃO? Não ter dinheiro hoje não é o grande problema, você vai terminar seu curso e vai ter dinheiro amanha, e outra coisa fazendo medicina você sabia que iria lidar com pessoas doente é assim ou você não escolheu certo o curso. Erga a cabeça termine seu curso e vá a luta, se esforce e faça o que estiver ao teu alcance para ajudar as pessoas que sofrem, eu admiro a medicina mais admiro ainda mais os medico que se esforçam para ajudar os pacientes, que são educados e simpáticos.

Sérgio
7 years ago

Sei bem como se sente, vivo o caso inverso, o que posso dizer é que primeiro você está muito perto de conquistar estas coisas materiais que você disse que não têm roupas, carro, etc. o que é bom. Pessoalmente, eu acho que talvez falte ao seu namorado te passar uma confiança que ele quer ser “grande”, talvez isso te deixa insegura, pois se ele falasse e mostrasse quero ser promotor de justiça, juiz, policial federal, ou ser um advogado notório por isso vou fazer X e Y especialização, te passaria maior confiança e talvez ânimo.
Dito isso, o que você deveria fazer é enxergar o lado bom da vida, você está perto de conquistar coisas que fizeram falta para você, e isso com seu esforço, passando por dificuldades, o que aumentará o saber das suas conquistas. Sobre seu namoro, as vezes uma mudança radical é importante, não da para estar com alguém a essa altura da vida por estar, tem que ser com planos, com vontade, tudo que você fizer na sua vida é para ser feito com intensidade, se não não faz sentido.
Sobre a insegurança no curso, qualquer profissional é assim, fique tranquila isso passa logo.

boa sorte.

Botão Voltar ao topo