Depois da briga, volto ou não?

Nossa estou muito confusa! Já não sei se é paranoia minha ou se realmente tenho razão.
Passei a virada do ano na casa da praia do meu namorado, no qual estavam primos e primas dele, tinham alguns casais e eu era a que sempre estava sozinha.
Os namorados juntos e eu sempre num canto enquanto meu namorado conversava e ria com seus primos, me senti muito mal por me ver naquela situação, além de estar longe da minha família e ter uma prima dele lá que já quis me prejudicar com ele. me senti muito mal por estar lá, e queria naquele momento sumir.
Fui até o mar, pensar e quando voltei ele estava na porta a me esperar entrei ele ele nada disse e nem veio atrás, no que eu voltei e chamei ele para o quarto.
Queria conversar e ver a atitude dele, mais me dececionei.
Eu falei tudo, disse que estava triste, me sentindo sozinha, que eu era a única que estava só enquanto os outros casais ficavam juntos, disse tudo o que sentia e mais um pouco, fiquei muito nervosa e explodi, perguntando para ele se ele não me queria lá e que iria embora no outro dia.
Ele disse que eu estava doida e que estava paranoica, que o jeito dele não é de ficar grudado e que eu tinha que ficar conversando com outras pessoas também, já estava perto da meia noite ele perguntou se não iria subir e eu não respondi ele me deixou no quarto e saiu. eu me coloquei a chorar e senti a dor mais forte e ruim que uma pessoa pode sentir.
Queria estar bem com ele, e feliz …recebendo e dando carinho mais não foi assim, além de estar na família dele, estava sozinha. No outro dia, ficamos na praia quase normal, mais eu ainda estou muito magoada, eu pedi que ele voltasse para sempre comigo e que depois do meu serviço desceríamos novamente, ele se recusou e eu não disse mais nada. Fui comprar minha passagem para voltar e várias vezes me pediu para comprar a passagem para voltar para lá hoje a tarde depois do serviço, agora não sei o que fazer, se não volto para ele parar de ser idiota ou se volto para ficarmos bem.

0 0 votar
Avaliar Desabafo
1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
s
8 years ago

Acho que ele não agiu de má-fé. A casa era dele, o clima de festa, etc., e ele como anfitrião devia se desdobrar também entre os convidados. E por pensar em você como parte da família, e que estaria à vontade também, integrando-se inclusive na tarefa da recepção dos convidados, apenas a deixou livre para circular e, mais, aproveitar os festejos. Prova disso é que demonstrou suspresa quando conversou com ele a respeito do seu desconforto. Verdadeiro, aliás, pois o sentiu de fato. Ele porém não fazia idéia.
E prova de que a estima ele deu quando, apesar de não ter viajado com você, pediu para que retornasse a ele no mesmo dia.
O que ocorreu foi uma discussão exagerada apenas por um mal-entendido. E você talvez tenha exagerado ao levar a ele o que sentiu, embora também ele não tenha sido tão receptivo talvez.
Acontece. Você muito constrangida e ele surpreso demais com a notícia. Apenas ‘erraram a mão’ na quantidade – você em externar suas emoções, ele no surpreender-se.
Podem retomar o tema, ou ao menos você. Pode explicar tudo com mais isenção, pedindo desculpas pelo eventual exagero emocional durante a conversa que tivereram. Ele pode aparentemente não ceder, mas de algum modo interiormente deverá talvez fazer uma revisão.
De todo modo se for falar com ele, muna-se de serenidade. Não discuta e não o acuse nem se justifique ou recaia em lamúrias. Apenas explique amorosamente e, após, vire a página. Deixe isso no Passado e siga adiante consigo mesma e com o relacionamento.

Botão Voltar ao topo