como lidar com pais homofóbicos?

meus pais são ultra religiosos e odeiam casais lgbt, quando veem alguém assim na rua ou na tv começam a xingar e falar que vão para o inferno. sou gay e eles meio que sabem disso porque um dia pegaram meu celular sem eu ver e leram uma conversa minha com um outro garoto, nesse dia minha mãe só não me bateu porque meu pai não deixou, mas eles falaram coisa horríveis para mim, disseram que iam me expulsar de casa se eu fosse gay, minha mãe disse que ia orar para eu deixar de ser gay, fiquei muito machucado e com medo acabei falando que queria me “libertar”, desde então eles me obrigam a ir para igreja todo dia e participar de umas orações estranhas que minha mãe faz. me sinto muito mal com isso tudo, sinto que nunca vou poder ser eu mesmo e que nuca vou poder viver minha vida, não sei como lidar com pais homofóbicos será que eles vão acabar por me aceitar ou terei que me afastar deles para ser feliz?

6 Comentários

  • Sincera 14 de dezembro de 2017

    Amigo, vc é uma grande provação para os seus pais. Não no péssimo sentido, é claro. Mas porque Deus está “usando” vc justamente para que eles revejam os conceitos sobre o homossexualismo, o preconceito e a intolerância a essa questão. Peça muita força à Ele para que seus pais possam abrir o coração e aceitar vc do jeito que és. Não foi, não é e não será fácil. Na minha família também acontece isso. Ainda somos muito arredios em relação a isso, pois um familiar revelou que era gay. Foi um choque de realidade!! Não aceitavámos essa “condição”. Mas Deus foi trabalhando nosso pensamento com o tempo. Não vou dizer que hoje todo mundo aceitou e é feliz, mas decidimos respeitar a escolha dessa pessoa, pq Deus nos mostrou é possui virtudes preciosas: boa filha,trabalhadora, do bem e com um futuro promissor. Não é justo jogarmos tudo isso fora por conta da opção sexual da pessoa!! Acima de tudo busque ser feliz, mesmo que para isso tenha que enfrentar o mundo. Quem lhe ama verdadeiramente, irá deixar o preconceito de lado por você…

    Resposta
  • ana 15 de dezembro de 2017

    Não sei se eles vão te aceitar, pois fanatismo religioso é extremamente alienante, em que os fiéis vivem seguindo fielmente os dogmas ensinados pela igreja e também dos grupos sociais os quais eles se relacionam. Penso que se eu estivesse no seu lugar, logicamente, pensaria em descolar uma autonomia financeira para sair fora da convivência com eles. Vc não deixará de ser gay nunca, portanto, para que ficar se torturando, recebendo alfinetadas, frequentando igrejas por imposição da família e não por uma situação espontânea. O maior bem que temos além da saúde e a liberdade, portanto, se vc não se sente a vontade para ser real, em um ambiente que te reprime, tem que começar a procurar alternativas de espaços para vc morar. Trabalhe isso e não fique esperando por mudanças dele, pois é como esperar que um viciado um dia pare de se envenenar, isso poderá ou não ocorrer, mas quando? Vc vai ficar se deprimindo e se chateando, sendo que as escolhas das mudanças na sua vida, dependem das suas escolhas e redefinições. Hj existem alugueis bem baratinhos, até para rachar com um amigo. Vá atrás disso, quando descolar um emprego. O meu irmão faz isso, divide um imóvel com um amigo, em que cada um paga r$200,00, com água de poço e luz e não é em comunidade, fica na Barra funda de SP, em um apto. Essa grana vc gasta provavelmente indo a baladas.

    Resposta
  • Gervásio 18 de dezembro de 2017

    99% dos pais sao uma verdadeira b0$+4 mas a sociedade diz q vc deve ama-los e respeita-los e blablabla
    Seus pais sao como minha familia. Desculpe a sinceridade: psicopatas esquizofrenicos. Se vc tem condicao emocional de se virar sozinho profissional e financeiramente, sai desta m3rd4 e diz q vc vai mesmo viver sua vida sem recalque e ser vc mesmo ao inves de se esconder atrás de neuroses como eles. Poderia falar muito mais mas nao sei o q vc sente pelos seus pais e vc poderia se ofender

    Resposta
  • JBT 22 de dezembro de 2017

    Acho que eles não vão te aceitar tão fácil, e talvez você não esteja disposto a esperar o tempo necessário para eles se acostumarem com a questão para viver sua vida. Infelizmente nesse caso não resta alternativa a não ser sair de casa para poder viver em paz…talvez você não possa sair já, mas vá preparando tudo para que isso aconteça o mais rápido possível. Neste tempo de espera não adianta confrontá-los ou querer se impor, o melhor é ficar o mais quieto possível para que eles te deixem em paz e assim que possível saia de casa, mesmo que seja em condições urgência, temporárias.

    Resposta
  • Amigo 28 de dezembro de 2017

    Pessoas conservadoras ou que passaram por “lavagem cerebral” terão sempre pensamentos “formatados”. Um ditado coerente é “os incomodados que se mudem”: Não adianta você viver como que com uma cartilha pré-definida, ainda que sejam pais. Infelizmente, somos (talvez o termos certo seja esse) tolerados quando trabalhamos, temos o nosso teto, temos Independência para seguir a nossa vida. Perdi por questões familiares: “formatação” feita prevalecendo-se da minha timidez, os melhores anos da minha vida – 13 aos 43. Sei que não adianta se lamentar, mas aprendi que cada dia vivido plenamente, Não tem preço.

    Resposta
  • Leal 30 de maio de 2019

    Oque te leva ao inferno é o ato do sexo de homem com homem ou homem com mulher fora do casamento, mas ter atração por homem ñ te leva ao inferno, n é sua culpa .o casamento foi feito para procriar , não é exclusivo para só prazer, por isso gays n podem se casar,pq só mulher e homem podem ter filhos, homem com homem sai no máximo João barroso(tolero de boxxxxta).

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *