Casei muito cedo

Bom vou fazer um resumo do meu casamento.
Eu estava namorando ele, e com o passar do tempo um parente dele foi sequestrado e eu acabei me envolvendo com o problema da família dele. passaram-se os dias e eles meio que tiveram que sair ”fugidos” da cidade. Eu fiquei com medo de voltar para casa, porque os bandidos pareciam que moravam no bairro onde eu morava. Minha mãe também ficou muito preocupada e ela e a família dele conversaram e decidiram que eu fosse também embora com eles passar um tempo fora e depois voltava.
Quando chegamos eu e ele acabamos morando juntos, foi ai que começamos a nos conhecer de ”verdade”. Eu tinha apenas 16 anos, e era daquelas garotas que não ficava em casa, gostava de ficar com os amigos conversando, brincando etc Bom eu não era aquelas garotas que gostava de ficar se esfregando em macho Eu gostava de ficar com os amigos conversando, jogando vídeo game, comprar pizza e comer na rua, ir na sorveteria essas coisas. Ou seja, não sabia nada de casa, fazer comida, passar, lavar e secar.
Isso foi os primeiros motivos das nossas brigas, eu não conseguia fazer comida direito sempre saia ruim, estava aprendendo tudo ainda, a casa não sabia arrumar de VERDADE sabe? caprichar mesmo. Só sabia arrumar as coisas por cima e pronto.
Eu perdi a virgindade com ele, ele foi meu primeiro e único homem na cama. Aprendi tudo o que não sabia, não sabia nada de sexo era inocente em todos os sentidos.
Sou uma garota que todos homens olham quando eu passo, mesmo assim sinto vergonha do meu corpo, e nunca me senti a vontade de me exibir para o meu marido. Ele sempre me cobra mas não tenho coragem, tenho muito vergonha do meu corpo.
E com esse meu jeito, as brigas foram piorando, piorando até que chegou um dia ele me bateu e assim foi piorando e ele me batendo. Depois de um tempo descobri que ele sempre dava em cima das meninas, e que já havia me traído. Eu fiquei grávida, sofri muito com ele porque ele me agredia. depois que a bebé nasceu as nossas brigas diminuíram, porem ele continuava dando em cima das meninas…
Passou-se o tempo a minha filha nasceu e ele começou a me bater na frente dela eu me sentia um lixo com isso, e sempre pegava ela no colo e dizia que não era nada que estava acontecendo e dava carinho para ela e ao mesmo tempo chorando de dor, raiva, nojo de mim mesma…

Eu sempre ligava para minha mãe pedindo para ela vender a casa para eu ir embora, e nunca falava que eu era maltratada por ele, eu inventava alguma coisa….e ela não tem tempo para arrumar uma casa, minha mãe trabalha o dia inteiro e só chega a noite. é muito cansativo para ela.

Hoje estou grávida de novo, demorei muito para contar para minha mãe fiquei com medo da reação dela, chegou um dia que eu e ele teve uma briga forte e acabei ligando para ela e disse que estava grávida e que ele tinha ”acabado” de me bater. Ela viu o meu desespero e disse que era para ficar calma que não poderia ficar daquele jeito porque eu estava grávida e poderia afetar o bebe, eu já estava de 6 meses quando contei para ela. Ela ficou feliz com a minha gravidez, confesso que me surpreendi porque eu pensava que ela iria brigar comigo falar um monte e nunca mais querer olhar na minha cara.

Depois disso, eu e ele tivemos uma conversa seria e eu disse que iria ir embora e deixar o filho que ia nascer com ele, e eu ia ir embora com o outro porque se não iria ser difícil para mim.
Eu disse para minha mãe isso, ela disse que não precisava fazer isso que ela me ajudava, ela sabia que não iria ser fácil mas a mãe abandonar o filho era uma judiação.

Eu disse para ele, e ele disse que não ia deixar eu ir embora com os filhos deles, e que antes de eu ir embora iriamos brigar na justiça pela guarda das crianças.

Estou com medo disso, porque ele e a família dele é daquele tipo de gente que consegue ganharas pessoas pela conversa, e ele fala que a família dele tem mais condições de cuidar.

Bom a minha mãe trabalha em dois empregos, acredito que a renda mensal dela chega a quase 900 e pouco ou mais, ela tem bastante conhecimento com as pessoas em um shopping, e ela consegue um fácil para mim. Ela pretende vender a casa dela e morar em um lugar melhor. ela só precisa de tempo para achar outra casa, porque comprador ela já tem.

Ai nisso que eu tenho duvida se a família dele ou a minha ganha a causa na justiça.

0 0 votar
Avaliar Desabafo
3 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
rute
7 years ago

Sua dúvida a respeito da guarda dos menores somente pode ser decidida por um profissional. Procure a Justiça Gratuita da sua localidade, indo ao Forum mais próximo e obtendo informes dos endereços onde comparecer.
Ainda, as Faculdades de Direito normalmente disponibilizam serviços de atendimento gratuito à população, onde também deve comparecer e obter mais detalhes.
Nem é preciso mencionar que deve fazer isso sigilosamente, para sua garantia e das crianças.

rj
7 years ago

Olá,
História complicada e difícil. A verdade é que na altura em que se casou não estava de todo preparada para esse passo.
As coisas foram decorrendo e ficando mais negras, mas tem os seus filhos e a sua mãe parece também estar do seu lado.
Agora quanto aos seus filhos terá de ser tratado judicialmente.
As coisas irão com calma, mas com paciência e racionalidade as coisas acabarão por se resolver.

Guarda Compartilhada
5 years ago

Agora na justiça não há mais a guarda de tutela, mas a guarda- compartilhada, em que perante o juíz se combina com quem as crianças ficarão cada semana ou mês. As crianças ficam com ambos os pais e estes tem deveres e responsabilidades iguais. É por aí. Mas, se ele te bater mais alguma vez, procure a delegacia de mulher e faça queixa crime. Ele será preso e perderá o direito as crianças.Boa sorte

Botão Voltar ao topo