Aperto no coração e precisando de um ombro amigo

Eu ficava com um rapaz e cansei de ser feita de besta ( ele não me assumia, ficava com várias, saia sempre) e acabei terminando com ele, só que não consegui ficar por muito tempo sem ele e voltamos a ter contato, só que agora, nosso contacto é menor do que antes, nós conversamos bem pouco ( só quando ele quer que eu vá na casa dele) e me sinto mal por isso, quero alguém que realmente goste de mim, mas parece que meu coração só quer ele. As vezes consigo evita-lo, mas quando ele vem falar comigo, todo meu esforço desmorona. Não sei mais o que fazer :(

Ler
Não supero o ex ficante

4 Comentários

  1. Tente esquecer, amiga, esse já foi, não tem jeito, vai ficar pensando em quem não merece?

  2. VC não precisa aceitar migalhas de amor.. Isto já aconteceu comigo há dois anos atrás.. Eu sofri muito mas tomei a decisão de não falar mais com ele, botei na minha cabeça que já era, foi difícil mas depois de um mês.. Dois meses já não doi mais. No verão daquele ano estava bem feliz paz interior, já o havia esquecido. Fui para a praia com umas amigas passar uns dias, lá encontrei um cara que gostou de mim, ficamos e eu me apaixonei também. Estamos namorando há um ano e meio, e somos muito apaixonados. Nunca fui tratada tão bem por alguém como por ele, e tenho certeza que ele é o homem da minha vida. Viu como pode dar certo? Corta esse galimhao da sua vida e esteja aberta para os outros peixes que existem nesse oceano que é o mundão! Beijao querida espero ter ajudado

  3. Coloque uma coisa na sua cabeça é você quw manda em você e nos seus sentimentos
    Não é seus sentimentos que manda em vc

  4. Voce não gosta dele; voçe somente esta carente! Se voçe tiver baixa estima, ai sua situação complica;

    Todavia, uma coisa é fato; e você precisa encarar isto: Não é ele quem te usa, pois ele já deixou claro a intenção dele; é voçe quem usa ele; suprindo sua carencia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar