Problemas Amorosos

Apaixonada por um missionário.

Faz 3 meses que não paro de pensar em um Missionário. E como já entendi que isso não vai dar em nada (pois ele é proibido de se relacionar amorosamente durante as missões), gostaria de dicas para esquecer. Acordo pensando nele, durmo pensando nele, trabalho pensando nele. Mal vivo a minha realidade (de tanto pensar nele).
Ele era um jovem extremamente encantador e bondoso. Inteligente, caridoso, um amor de pessoa. Me ajudem!

5 Comentários

  1. Várias religiões tem missionários, mas a medida que se comprometem com o que eles chamam de chamado , o tempo deles é doado integralmente ao que assumiu, pregando o evangelho. Nessa fase são obrigados a abrir mão de qualquer distrativo, que os tira do seu objetivo principal que é a sua missão, portanto, não podem ter relacionamentos. Aqueles que inclusive são casados, por ex os mormons o contato com a família é semanal e de forma bem moderada, partindo deles o contato, por telefone ou mensagens. Tem religiões inclusive que os casamentos quando ocorrem é por engajamento entre as famílias, selecionando esposas com chamados comuns, ou seja, a medida que vc o ama, terá de amar o ministério dele também, pois são inseparáveis. Cada religião tem seu fundamentalismo e suas tradições, portanto, tem que saber exatamente com o que está se envolvendo, para não entregar o seu coração a alguém que não tem nada a ver com a sua realidade.

  2. Se não existe forma de vc se relacionar com ele, só se afastando. Quanto mais contato , pior fica. Se afaste. Se bem q eu não entendo o pq de não poder se relacionar. Mas, cada um com suas crenças

    1. Ih, Moacir, a bancada ‘crenti’ apoia… diz que precisa ter paciência até as coisas ‘se resolverem’…
      Paciência e muuuita vontade de ser massacrado pela miséria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar