Fiz um aborto e agora vieram os remorsos e a culpa

Fiz um aborto e agora vieram os remorsos e a culpa. Não queria este filho de maneira nenhuma, ninguém me apoiou, fui muito criticada, mas também não queria ter feito o que fiz, porque sempre fui contra o aborto ( que ironia ), não sei o que fazer para me livrar deste sentimento, fico a pensar como seria o meu filho, será que algum dia vou me perdoar?
Eu sei que isto acontece a muita gente que o aborto é algo que por vezes tem que ser feito ninguém ia ser nem eu nem o bebe, não tinha vida para o sustentar.

4 Comentários

  • s 4 de setembro de 2012

    Não se martirize com idéias, que não passam afinal de pensamentos e que não refletem a realidade. Não sabe sequer se a gestação iria adiante, independentemente do aborto.
    Deve perdoar-se. Fez o que podia na época, e lançou mão da solução possível naquele momento. Por isso não deve de modo algum transforma-se num carrasco para si mesma.
    Arrependimentos sempre podem ocorrer, fazem parte da existência. Mas que eles não passem disso, ou quanto muito que se prestem tão-somente à sua função, qual seja, a de alerta para eventuais futuras situações semelhantes, e nada mais.
    Aceite o que passou na sua vida, e que agora é Passado; e que no passado deve ficar. Foi uma passagem na sua vida, que deve ser acolhida e respeitada por você. Não foi fácil, mas você estava lá e tomou uma decisão nada fácil, e apenas por isso já é digna de valor e de muito respeito.

    Resposta
  • Monique 27 de agosto de 2016

    Não se culpe…fez o q tinha q ser feito…e tudo o q Deus permiti ser realizado pq é que tinha q ser assim…conheço pessoas q tentaram e nao conseguiram…é uma decisao dificil…mas see existea opçao de fazer é pq nao é tão ruim assim…ruim seria ter uma criança regeitada no mundo..Nao se culpe por isso…isso aconteceu pra vc ver que nao podemos julgar Ninguém…bola pra frente amiga e seja feliz…e deixe isso para o passado…

    Resposta
  • Amigo 16 de março de 2018

    No Plano Espiritual a criança que abortou: poderá ter ficado na condição de Anjo ou Deus “a colocará” no ventre que quer gerar uma vida: isto é, nascerá em outra familia. Da mesma fórma, há mães que já na hora do parto deixam a criança para adoção: Busque Hospitais e Maternidades que possuem este Programa de aceitar crianças nascidas de mães que óptam deixá-las para adoção. É uma maneira de você se redimir.

    Resposta
  • Marilia 24 de janeiro de 2019

    Eu também fiz um aborto por motivos parecidos, meu ex terminou comigo quando lhe dei a noticia, eu não tinha emprego, ainda estudava e não tinha ninguém que ficasse com o bebe enquanto eu continuasse os estudos. Ia condenar o bebe a uma vida de carencia, fiz o que achei melhor e culpei-me como você durante muito tempo. Mas assim como você eu era contra o aborto e não foi uma decisão tomada de animo leve, completei os meus estudos e agora tenho 3 filhos e um marido que amo. Ainda me lembro do aborto e é algo que nunca vou esquecer mas aprendi a viver com essa memoria.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *