par perfeito

Não sei quem é o pai do meu filho

Desabafa > Desabafos Femininos Adultos > Não sei quem é o pai do meu filho

Sempre fui de sair e beber muito, isso não é uma justificativa, mas é só para explicar como aconteceu. Primeiro dia da minha última menstruação foi 24 de Março e dizem que calculando com o período fértil dá para saber o dia da conceção, só que é ai que esta o problema. Eu calculei e caiu entre dia 6 e 7 de Abril, só que nesses dias, eu fui a uma festa, me embebedei, e transei com 3 caras, um deles usou camisinha, o outro diz que ejaculou fora, mas eu não lembro e o outro não chegou a gozar pois fomos interrompidos. Beleza, isso foi numa sexta para sábado, daí no sábado eu saí de novo e à noite transei com outros 4, um usou camisinha, o outro também, mas tirou em alguns momentos e quando gozou foi fora, os outros dois também foi fora. E depois de tudo isso, engravidei. Então estou com esse problema gigante, não sei nem por onde começar, pois foi muita gente e eu não me lembro exatamente de como foi com todos, e alguns eu nem tenho mais contato. Estou desesperada, tenho 17 anos e nunca tinha feito uma coisa dessas, sei que é imperdoável e inaceitável. Não faço ideia de quem seja o pai desse bebe, já estou com 6 meses e disse para minha família que estava grávida do meu ex namorado, porque no dia 26 de Março transamos sem camisinha pela ultima vez, então estou conseguindo enganar a todos até agora, pois as datas não são tão distantes, mas esse meu ex namorado disse que aceita o filho e vai assumir mas só depois de fazer o exame de DNA, e eu tenho certeza absoluta que não é dele e sim de algum dos 7 que transei no fim de semana, enfim, estou com muito medo, por que assumir isso é horrível e constrangedor demais, porem acho que se todos descobrirem pelo DNA que não é do meu ex é pior. Preciso de ajuda urgente, amo meu filho e se pudesse faria qualquer coisa para ele ter um pai, mas realmente não sei o que fazer

Respostas (9)

  • marcelo

    vc e uma puta nao e justo o seu ex pagar pela suas safadesas sua puta nao adianta vc menti pq se vc nao quiser fazer o dna seu ex vai desconfiar que nao e o pai e se vc fazer o dna vai da que ele nao o pai se correr o picho pega se fica o bicho come

  • bruno

    isso aconteceu comigo minha ex falou q tava gravidade de mim que eu era o pai so que eu tive minhas duvidas pq nao estavamos mais juntos entao ela falou que tinha certesa que a criança era meu filho entao pedi um exame de dna acriança nasceu depois de 3 meses fizemos o dna fis o exame de salifa e deu negativo fiquei muito triste

  • Vanderléia

    Me custa a acreditar nessa historia! 7 em 2 dias? Aja coragem…

  • val

    Meldeuls. Essas muié-sem-noção não temem pegar alguma pereba, não?!…
    É, acho que não.
    Enfim cada um criando e resolvendo os seus problemas, não é mesmo?

  • aff...

    Sete, minha linda? Sete homens em 48 horas?
    É o que “as moças” têm talvez como meta. Só que elas se dão ao valor, e cobram. Mas no seu caso foi “di grátis” mesmo.
    Cruzes.
    E imagino o seu bafo de onça na ocasião, amiga.
    Haja colutório no dia seguinte. E chá de boldo!…
    E se ao menos tivesse feito preço, poderia aí agora comprar as roupas de gestante. Mas nem isso…
    Meiguinha, você se enfiou (de moto-próprio e portanto está) no bico do corvo. Então se você se lembrar com exatidão e achar os homos-erectus das suas respectivas noitadas regadas a cachaça, quem sabe ao final de uns meses e dos testes de paternidade, não descubra o co-autor dessa façanha.

  • dirlene

    Sim, sair demais, beber demais, justifica comportamentos insanos, ao contrário do que você pode estar pensando. Tem um ditado que diz “Macaco que muito pula, quer chumbo.”
    E acaba tomando, filhinha.
    Você fez aí a m&rda completa e agora anda até meio aliviada porque mentiu e (até agora) está colando, dizendo que o seu ex é o pai. Mas até quando acha que isso fica em pé? O seu ex já não disse que exige o exame de DNA? E você mesma já não sabe que não vai dar positivo para ele?
    Então o que pretende? Ser desmascarada logo mais, quando o resultado do exame vier? Porque é certo que é o que vai acontecer.
    Eis aí. Você paga o preço por ceder aos “seus gostos” (de sair e de beber).
    Uma pena que um inocente se veja vitimado por isso, pois se fosse somente o seu figado e o seu cabeção se estrepando, vá lá. Mas agora temos um bebê sem pai a sair prejudicado.
    Não será fácil o que você terá de encarar. Coisa do tipo os sete homens sendo convocados pela mesma mulher para fazer o exame de paternidade.
    Fora isso não há o que fazer, pois um dos sete é o pai e afinal de contas deverá assumir o filho que você deixou ser feito em você, mas que o cara fez junto. Os dois são (ir)responsáveis pelo que aconteceu e deverão arcar com isso cada um com a sua parte custe o que custar, porque o bebê não tem responsabilidade alguma nisso e tem o sagrado direito ao nome do verdadeiro pai na Certidão, coisa que ninguém pode pretender tirar dessa criança.

  • s

    Não há o que fazer agora, exceto ir cuidando da sua saúde e da saúde do bebê, por meio do pré-natal. Caso ainda não o tenha feito, procure o médico e agende as datas em que deverá fazer regularmente as consultas.
    Quanto ao seu ex, você já sabe a posição dele, a qual depende do exame de DNA. Portanto não há nada que deva tratar com ele por agora. Então, quanto menos você insistir nesse assunto, melhor. E então poderá talvez dizer a ele e aos seus familiares que concordou com o que ele disse a respeito de assumir o bebê e que portanto aguardará o resultado do exame que ele exige.
    Comente isso com o médico, inclusive, para que ele possa orientá-la a respeito da época correta e de como realizar o exame referente à paternidade, pois de qualquer modo você mesma precisará afinal saber quem é o pai do bebê. E aproveite essa consulta e relate inclusive sobre os seus contatos sexuais que manteve com os outros sete homens, pois alguns dos parceiros não usaram preservativo e a sua saúde precisa ser de fato pesquisada a respeito de possíveis DSTs, para salvaguardá-la e ao seu bebê. Mais importante que a paternidade em si, é a sua saúde e a saúde do seu bebê, não acha?

  • Kaue

    Não te julgo por nada. Todos estamos sujeitos a qualquer tipo de situação. Antes de tudo saiba que conheço muitas mães solteiras que criam seus filhos melhor que muitos casais. Então não se iluda com essa ideia de “arrumar um pai” pois as vezes isso até piora a situação. Mas não descarte a possibilidade, tente encontrar as pessoas que transou nestes dias, explique a situação e peça exames de DNA agora ou depois do nascimento. Tem uma vida em você que com certeza lhe trará muitos momentos preciosos, o importante agora não é achar um pai e sim dar o melhor que puder para seu filho independente de outras pessoas. Quando seu ex descobrir, erga a cabeça, seja mulher de encarar a situação e lutar pelo melhor para seu filho. O foco agora é ele. Boa sorte, felicidades muitas pra você e seu filho(a).

  • Pedro Amélio

    Putz,desculpa os termos,mas tu é + rodada que prato de microondas em? transar com 7 caras em um fim de semana? rsrs,enfim sem paternalismos,que coisa em garota?Vc vai ter que falar a verdade ,bom pelo menos pra todos os envolvidos,já que mentira tem perna curta,a mentira pode até te livrar da “barra” agora,mas depois causará consequencias ainda piores,se na hora do rala e rola foi bom,agor aé hora de se pagar o preço por isso,enfim nao queria estar na sua pele,: D

Deixar uma resposta

Não são aceites comentários que ultrapassem o limite de caracteres ou utilizadores com vários nomes.
Aviso
O conteúdo que estás prestas a ver pode ser considerado ofensivo ou inapropriado. Poderá ser necessária autorização por parte de um adulto. Se não tens mais de 18 anos ou és facilmente ofendido/a clica em Sair.