par perfeito

Boa demais

Desabafa > Desabafos Femininos > Problemas Amorosos > Boa demais

Eu me acho a pessoa mais boa do mundo, principalmente com meu namorado, evito brigas, conflitos, etc, mesmo que eu seja a certa, tento ceder o lado dele. Quando brigamos, tento ser a pessoa mais calma e boa do mundo, tentando explicar os fatos de uma forma sem xingamentos, sem nada. mando msg, faco surpresas, faco de tudo, porque gosto, sem esperar nada em troca, pra ele, mas ele sempre eh grosso e seco comigo, Ele fala que eh feliz comigo, que sou muito boa para ele, mas ele sempre grosso.. E eu ainda sempre tento compreendo-lo por ser assim comigo, sempre passando a mao na cabeca dele, mas cansei de sofrer com isso, me sinto uma idiota, as vezes ele age como se eu fosse um tormento na vida dele, jamais tenho coragem de trair ou terminar, mas eu preciso de atencao, carinho, uma msg de bom dia, sabe, coisas simples mas que nos tira um sorisso para o dia todo! Sinto falta de ser feliz, nao sei o que fazer

Respostas (4)

  • s

    A unica coisa que você talvez possa fazer agora é romper com esse relacionamento destrutivo e, para o futuro, fazer as coisas de modo diferente.
    Você ‘mimou’ esse rapaz. Você se colocou como um ‘nada’ nesse relacionamento. Você foi ‘permissiva’. E agora está frustrada, e com razão. Observe inclusive que, ao mesmo tempo, você diz que ‘fez tudo sem esperar nada em troca.’
    Mentira. Ninguém deixa de esperar retorno afetivo de um parceiro.
    Você agora está ‘morrendo de fome afetiva’ nesse namoro patologico. Pensou que ‘suportaria passar fome’ por conta de se achar ‘muito forte’? Outra mentira. Ninguém é melhor do que ninguém, minha querida.
    Para de se auto-enganar. Esse relacionamento você conseguiu ajudar a azedar por suas confusas idéias ‘altruistas’. E pelo jeito desde sempre você queria isso mesmo, se mostrar ‘abnegada’, pois escolheu alguém bem metido a ‘machão’.
    E agora esse rapaz, querida, pelo jeito não aceitaria ‘cabresto’ algum. Além de previamente talvez possuir um perfil voluntarioso demais, você talvez não tivesse sequer como e por onde começar a impor a sua presença: ele resistiria com todas as forças e você tornaria a abaixar a cabeça conforme acostumou-se desde sempre diante dele.
    Coragem para mudar as coisas que você pode. E elas quase sempre apenas dizem respeito às suas ações vindas do seu modo de pensar.

  • Yanne

    Olá..voce merece alguem melhor…não ache que ele é o ultimo homem do mundo, vc precisa se valorizar , se amar, desapega desse homem aos poucos vai ser duro…mas nada é possivel pra quem quer ser feliz!!!!

  • marly

    Concordo com safirinha. Você deixou a coisa ir piorando dia a dia sempre que abaixava a cabeça por medo de dizer o que precisava para ele. Não brigando, mas de forma amorosa, devia ter sido alguem nesse relacionamento, onde só existe ele e você se conformava em se transformar de um nada e ocupar uma posição nula. Grande parte de ele te tratar mal deve ser por raiva: acho que ele está cansado de estar ao lado de uma pessoa tão inerme, que parece ‘boa’ mas que na verdade apenas esconde a contrariedade e não se digna a tratar o parceiro como alguém que mereça sequer respostas, mostrando então extrema soberba.

  • safirinha

    Você esteve criando um verdadeiro monstro, amiguinha. Ele se acostumou cada vez mais, mediante a sua facilitação, a ser como é com você. Afinal, você mesma disse que jamais reclama e que, até mesmo estando, ou achando estar correta, não se permite a sequer colocar o seu ponto de vista. Aliás, ele já tendia à grussora e agora lança mão dela completamente à vontade.
    É claro que está saturada disso. Um relacionamento pode ser mais ou menos comparado a uma conta-corrente bancária conjunta. No caso de vocês, ele apenas faz retiradas; e você, depósitos.
    Adivinha quem vai falir?
    Há uma linha que devide os Conceitos de bondade e de permissividade e que deve sempre, após delimitada, ser respeitada por todos. E nessa (constante) manutenção de limites, cada um tem a obrigação moral de manter-se a salvo de invasões ainda que encontre dificuldades, preservando-se e aos seus respectivos direitos.

Deixar uma resposta

Não são aceites comentários que ultrapassem o limite de caracteres ou utilizadores com vários nomes.
Aviso
O conteúdo que estás prestas a ver pode ser considerado ofensivo ou inapropriado. Poderá ser necessária autorização por parte de um adulto. Se não tens mais de 18 anos ou és facilmente ofendido/a clica em Sair.